Descubra os Segredos da Uva Tannat: Histórias, Características e Curiosidades

Vamos a conhecer a uva tannat e seus vinhos.

Michele francia

7/7/20234 min read

Ciao, benvenuto nel blog Linguagem do vinho! Meu nome é michele Francia e hoje, vamos explorar uma das mais extraordinárias variedades de uvas - a Tannat!

Curiosidades

Você sabia que os vinhos Tannat possuem uma das maiores concentrações de antioxidantes entre todos os vinhos tintos? Sim, além de deliciar nossos sentidos, a Tannat também contribui para nossa saúde! Isso é porque a pele dessa uva é muito espessa e é justamente na casca onde se encontram os elementos que beneficiam nosso organismo.

Origem do Nome: Controvérsias e Curiosidades

Já sobre a origem do nome, há controvérsias. Alguns dizem que vem do Latim "TANNUM", que significa "casca de carvalho", outros acreditam que deriva do Provençal "TANAT", que significa "escuro, amarronzado", e ainda há quem relacione o nome à língua Occitana, do sul da França, derivando de "Tanat", onde "Tan" vem de tanino. Na minha cabeça, faz mais sentido que o nome viria do termo "bronzeado" e "amarronzado", e consequentemente se criou a palavra "tanino" devido à famosa sensação que geralmente esses vinhos produzem na boca.

Outros Nomes dessa Uva

Outros nomes dessa uva são: Harriague em Uruguai e Madiran, Moustrou/Moustroun na França.

Uma viagem além do oceano

A história de Tannat remonta aos vinhedos do sudoeste da França, na pitoresca região de Madiran e em Béarn, região aos pés da cordilheira dos Pirineus. Diz a lenda que foram os monges medievais os primeiros a cultivar essa poderosa uva, acreditando em suas propriedades místicas. Com o passar do tempo, a Tannat expandiu suas raízes por diferentes terras, até encontrar seu lar atual no Uruguai. Lá, o terroir único e o clima favorável permitiram que essa uva se desenvolvesse plenamente, dando origem a vinhos elegantes e robustos.

Um dos grandes motivos dessa uva sair do país, como muitas outras, foi por causa da phylloxera, que foi uma praga que destruiu a maior parte dos vinhedos em certos períodos. Também junto a uma massiva imigração da Europa para outros países, como a América Latina, Uruguay foi onde essa uva encontrou outra casa e agora é a uva emblematica desse Pais.

Características que Encantam os Enófilos

A uva Tannat é conhecida por suas características marcantes. Uma de suas principais distinções é a espessa casca, responsável por sua cor profunda e pela alta concentração de taninos. Esses taninos conferem uma estrutura firme ao vinho e a capacidade de envelhecer com elegância. Ao tomar um vinho Tannat, geralmente, você será envolvido por um rico paladar de frutas escuras, com notas de amoras, ameixas e até mesmo cacau. Seu aroma intenso e o corpo encorpado fazem dela uma excelente escolha para harmonizações com pratos substanciosos e suculentos.

Erros Comuns

Achar todos os Tannat encorpados e adstringentes (adstringência é uma sensação de ressecamento da boca causada pelos taninos do vinho, uma sensação parecida com a banana ou caqui verde).

Não, os Tannat não são iguais. Nos últimos anos, houve uma tendência dos enólogos em produzir vinhos de Tannat mais macios e de corpo mais leve para serem apreciados por públicos mais diversos.

Outro erro que observo muitas vezes é tomar um Tannat com muito tanino e encorpado, e colocar o vinho no gelo para tentar amaciar essas sensações.

O que vai fazer o gelo é piorar ainda mais essas sensações e perder completamente todas as camadas de aromas e sabores que o vinho poderia entregar.

Nos dois casos, seria sempre melhor ler a ficha técnica, ou melhor conversar com quem está oferecendo o vinho, seja uma sommelier de um restaurante ou de uma loja, para escolher o perfil certo pelo que estamos buscando naquele momento.

Gerações de Tannat

A história da Tannat se estende por diversas gerações, e cada uma delas deixou sua marca única. Por muitas décadas, os vinhos Tannat eram produzidos para paladares realmente rústicos e fortes. Produzindo vinhos duros e austeros. Os Tannats sempre foram conhecidos por serem vinhos potentes e encorpados, com taninos mais intensos, daqueles vinhos que deixam os dentes e a boca roxa. Eram vinhos para paladares e estômagos fortes, para aquelas pessoas que trabalham duro no campo.

No entanto, nas últimas décadas, especialmente no Uruguai, os produtores mudaram um pouco o jeito de vinificar essa uva, para produzir vinhos mais macios, acessíveis e também com menos corpo, atingindo paladares novos e diferentes. Agora, existem muitos tipos de Tannat, até de corpo leve, frutados e fáceis de beber. Portanto, quando possível, busque informações sobre aquele rótulo específico para fazer uma melhor escolha.

Dicas de Harmonização

Se você é um apreciador de vinhos e gastronomia, vai adorar as combinações que a Tannat proporciona. Seus sabores robustos harmonizam perfeitamente com pratos de carne vermelha, como bifes grelhados e ensopados substanciosos.

Para os mais ousados, experimente combiná-la com carnes de caça, como veado ou javali, para uma experiência gastronômica inigualável. Além disso, uma tábua de queijos com opções envelhecidas e sabores intensos é uma excelente companhia para a intensidade da Tannat.

Brindando à Tannat

Agora que você conhece um pouco mais sobre a jornada, as características e as curiosidades da Tannat, é hora de celebrar essa uva incrível. Ao visitar sua loja de vinhos favorita, ou restaurante, não deixe de provar o vinho Tannat e descobrir a magia que cada gole pode proporcionar. Brinde à história e ao sabor dessa extraordinária uva!

#Tannat #VinhoTannat #UvaTannat #Vinho #Enologia #Vinícola #Vinícolas #CuriosidadesdoVinho #VinhosTintos #Harmonização #VinhoUruguaio #VinhoFrancês #VinhoElegante #VinhoRobusto #Sommelier #Degustação #Vinífero #HistóriadoVinho #Vinhedo #Terroir #Gastronomia #ComidaeVinho #VinícolaUruguaia #VinhedoFrancês #VinhodeQualidade #VinhoEspecial #VinhoPremium #Celebração #Vinholovers #VinhoAmo #AmantesdoVinho